Home > > #OurOcean // Aquário de Ubatuba coleta mais de 400 kg de lixo em apenas um dia

#OurOcean // Aquário de Ubatuba coleta mais de 400 kg de lixo em apenas um dia

Publicado em 7 de outubro de 2017

Compartilhe

#OurOcean

 Aquário de Ubatuba, em parceria com Instituto Argonauta, coleta mais de 400 kg de lixo em apenas um dia 

A equipe contou com a ajuda de alunos do ensino público e privado na coleta, realizada em diferentes pontos da cidade de Ubatuba

O Aquário de Ubatuba, em parceria com  o Instituto Argonauta e o Projeto TAMAR, realizou coleta de lixo das praias do Itaguá, Estaleiro, Puruba e Perequê-Açu. A ação contou com cerca de 150 alunos da rede municipal de Ubatuba e serviu para comemorar o Dia Mundial da Limpeza de Praia (16/09).

Parte da ação, serviu para promover a campanha global #OurOcean, que reuniu representantes de todo o mundo em Malta, na Espanha, para discutir o futuro dos nossos oceanos, durante os dias 05 e 06 de outubro.

Na abertura do evento, Federica Mogherini, vice presidente da Comissão Europeia, sublinhou que “estas ações incluem desde medidas de cooperação global com os parceiros a pequenos gestos na nossa vida diária”. E como exemplo referiu que as delegações da ONU espalhadas pelo mundo já limparam 27 praias em 2017.

Segundo o oceanógrafo e presidente do Instituto, Hugo Gallo, o lixo marinho representa enorme risco não só a fauna, mas também aos humanos. “É de nossa responsabilidade a conservação destes ambientes, assim como a destinação do lixo aos lugares corretos e a redução do consumo de produtos descartáveis”, finaliza Gallo.

Além das escolas municipais (Anchieta, Semiramis, Marina Salete e Belarmino Sobrinho), a limpeza de praias contou com o apoio da escola parceira Cooperativa Educacional de Ubatuba, do Colégio Integração (ambos do ensino particular) e dos participantes do Projeto Papel do Futuro, do TAMAR de Ubatuba.

Ao todo, foram 440 kg de lixo coletados, entre os objetos mais encontrados estão restos de cigarro, sacos plásticos, canudos, recipientes para armazenar cocaína, restos de materiais de pesca e embalagens de alimentos industrializados (bolacha, salgadinhos, etc.)


Compartilhe

Videos