Home > > Orcas avistadas em Ubatuba

Orcas avistadas em Ubatuba

Publicado em 4 de janeiro de 2016

Compartilhe

Durante o monitoramento embarcado, a equipe do Instituto Argonauta avistou um grupo de 7 Orcas (Orcinus orca) na região norte do município de Ubatuba, Litoral norte de São Paulo. As orcas estavam se deslocando sentindo Rio de Janeiro e acompanharam a embarcação da equipe na proximidade da praia Brava do Cambury.

A bióloga Carla Beatriz Barbosa, coordenadora do monitoramento explica que nesta época do ano, elas rumam em direção ao norte em busca de águas mais quentes. Nos últimos anos tem sido frequente o registro destes animais na nossa região pelo Instituto.

Segundo o oceanógrafo e presidente do Instituto Argonauta Hugo Gallo, estes animais são extremamente bonitos, inteligentes e tem fortes relações sociais o que os torna objeto de curiosidade de todos, mas lembra que para a segurança de pessoas e das baleias, deve ser respeitada pelos navegantes e mergulhadores o disposto na PORTARIA IBAMA N° 117, 26 DE DEZEMBRO DE 1996 que proíbe para todas as embarcações navegando em águas jurisdicionais brasileiras, os seguintes pontos:

a) aproximar-se de qualquer espécie de baleia (cetáceos da Ordem Mysticeti; ou Cachalote, Physeter macrocephalus, e orca, Orcinus orca) com motor ligado a menos de 100m (cem metros) de distância do animal mais próximo;

b) religar o motor antes de avistar claramente a(s) baleia(s) na superfície ou a uma distância de, no mínimo, de 50m (cinquenta metros) da embarcação;

c) perseguir, com motor ligado, qualquer baleia por mais de 30 (trinta) minutos, ainda que respeitadas as distâncias supra estipuladas;

d) interromper o curso de deslocamento de cetáceo(s) de qualquer espécie ou tentar alterar ou dirigir esse curso;

 

e) penetrar intencionalmente em grupos de cetáceos de qualquer espécie, dividindo-o ou dispersando-o;

 

f) produzir ruídos excessivos, tais como música, percussão de qualquer tipo, ou outros, além daqueles gerados pela operação normal da embarcação, a menos de 300 (trezentos metros) de qualquer cetáceo;

 

g) despejar qualquer tipo de detrito, substância ou material a menos de 500m (quinhentos metros) de qualquer cetáceo, observadas as demais proibições de despejos de poluentes em Lei.

 

Art. 3° É vedada a prática de mergulho ou natação, com ou sem auxílio de equipamentos, a uma distância inferior a 50m (cinqüenta metros) de baleia de qualquer espécie.

A Orca pertence à família dos golfinhos e alimenta-se de peixes, moluscos, aves, tartarugas, focas, tubarões e animais de tamanho maior, como as baleias, quando caçam em grupo. É encontrada em todos os oceanos, podem medir até 10 metros e chegam a pesar cerca de oito toneladas.

 

Sobre o Instituto Argonauta

O Instituto Argonauta para a Conservação Costeira e Marinha é uma organização não governamental sem fins lucrativos, fundada em julho de 1998 pela Diretoria do Aquário de Ubatuba. Foi criado para incentivar a obtenção de recursos para projetos de pesquisa voltados à preservação do oceano. Tem como objetivo, o desenvolvimento e o apoio à cultura e educação com ações de conservação ambiental, defesa, elevação e manutenção da qualidade de vida do ser humano e do meio ambiente. Sediado em Ubatuba, atua em parceria estabelecida através de Convênio com o Aquário de Ubatuba

 

Mais informações: 12 997949759 (Hugo Gallo)  ou 38335753 –

Disque Animais marinhos 0800.642.3341

www.institutoargonauta.org


Compartilhe

Videos